Moda

Do brega ao fashion

08/04/2016


Logomania: tendência se torna queridinha das grifes

Fotos internet

Se entre os anos 90 e 2000 a logomania era a tendência mais presente nos looks, depois desse período, por um bom tempo, passou a ser considerada “cafona” no mundo da moda. Mas agora, ela toma seu posto e volta como a trend do momento nessa temporada. E se a frase de ordem era “menos é mais”, saiba que para essa tendência a regra é “abravonar”, ou seja, acrescentar uma dose de exagero para agradar ao público fashionista.
Segundo Rô Espinossi, palestrante, consultora de moda, jornalista e escritora, um dos grandes responsáveis pela logomania foi Marc Jacobs, quando assumiu a Louis Vuitton, em 1997. “O estilista transformou as peças com o tradicional logo LV em objeto de desejo mundial. Ele também modernizou o logo com a coleção ‘Monogram Grafite’, feita por Stephen Sprouse para a coleção primavera de 2001, com o nome da marca escrito em letras de grafite”, explica a consultora.       

                Foto: Moschino

                                                                                                                                            
Outras grandes marcas também criaram peças logotipadas como: Moschino, Kenzo, Adidas, Nike, Hermés, Chanel e Gucci.

 

  Foto: Moschino

Para Rô, as bolsas são os melhores objetos para usar com logo, pois não interferem muito no look, mas a consultora afirma que, também é possível brincar com a logomania, como as peças engraçadas da Moschino - marca que sempre usou muito seu nome estampado, sempre com o viés divertido. Fato inclusive intensificado com a ida do estilista americano Jeremy Scott à grife italiana. 

 

  Foto: Moschino

Tudo é válido, assim como alguns acessórios como braceletes, lenços e jaquetas que também podem entrar na onda da logomania. Mas claro que não são em todos os lugares que a tendência cai bem. “Em festas, baladas e passeios informais dá para usar sem problema, mas em locais formais não é recomendável o exagero”.

 

  Foto: banco de imagem

Como combinar?

Para um look descolado e sem exageros, a consultora recomenda que haja equilíbrio na composição. “Combinar uma peça ‘logotipada’ com outras básicas é sempre a melhor opção. Por exemplo, a clássica Louis Vuitton, de fundo marrom, fica ótima com peças nudes, pretas ou brancas. O melhor é sempre optar por uma peça com logotipo e outras mais tranquilas. Mas isso depende do estilo de cada pessoa”.

 

Foto: mulher.uol.com.br

Dica da especialista

Antes de sair por aí parecendo um outdoor ambulante, cuidado! Tudo em excesso não fica bacana. “Os logotipos devem ser usados com moderação. Corre-se o risco também, de querer mostrar uma posição social, tornando- se cafona. As peças com logotipos são as mais copiadas e usar uma cópia malfeita é depor totalmente contra você. Se quiser usar, aposte no original. Mas tenha em mente que vai pagar para fazer propaganda da marca”, finaliza Rô Espinossi. 
 E você, usaria ou já usou a logomania em seus looks? Escreva sua resposta abaixo, nos comentários e não deixe de continuar acompanhando o Supermulheres, ok?

 

 

 

 


Conteúdo por

Michele Barbosa


Jornalista e blogueira que ama o que faz. Sempre atrás de curiosidades, gosta de conhecer lugares diferentes e é antenada em tudo o que acontece em Sampa. Espontaneidade e improviso formam sua marca registrada.

Mais vistos